| Books | Libros | Livres | Bücher | Kitaplar | Livros |

A chave da felicidade; 365 perguntas – Lucia Canovi

Muitos livros prometem desvendar o segredo da felicidade. Em muitos deles o próprio título associa “chave” e “felicidade”. Dentre todos esses livros, você escolheu este. Não sei se por sorte ou graças à sua própria sagacidade, mas você fez a escolha certa. Optando por este livro você prova ter uma excelente intuição : acertou em cheio. Diz-se frequentemente, e com razão, que a felicidade é, antes de tudo, alguma coisa interna. Antes de ser sustentavelmente feliz, é preciso adquirir uma mentalidade, uma maneira de pensar, um estado de espírito. Este estado de espírito é a mentalidade das pessoas felizes e se você apreendê-lo em profundidade, se você fizer dele o seu estado de espírito, será feliz, pois pensará e, portanto agirá, como as pessoas felizes. É simples assim. De cara, a grande pergunta que se coloca é a mesma sobre a qual se debruçam tantos outros livros: como mudar seu estado de espírito? Como adquirir a mentalidade da felicidade? Existem diversos métodos, mas nenhum é tão simples e eficaz como o que você descobrirá neste livro. Se ele é tão poderoso é porque ataca o problema pela raiz: quando se age sobre as causas primeiras, não há erro. Adotando as perguntas deste livro, o resultado é garantido. Você será feliz. Você estará feliz e contente em qualquer circunstância! É tão inevitável quanto 2+2=4. Você não precisa nem acreditar para que a técnica funcione. Ela é eficaz para todo mundo. Ela funciona mesmo para os incrédulos. Para compreender como e por que, continue lendo. Afirmações, “aformações” , “ofirmações” e “metaformações” Você já experimentou as afirmações? São pequenas frases transbordantes de positividade que se deve repetir para obter tudo o que desejamos: sucesso, amor, dinheiro, etc… A descoberta de Émile Coué O método de afirmações foi inventado, ou melhor, descoberto, pelo genial Émile Coué (1857- 1926). Ele preconizava uma única frase, que é realmente muito poderosa: ”Todos os dias, sob todos os pontos de vista, estou cada vez melhor”. O método Coué consiste em agir, pela repetição, sobre nossa imaginação para que ela sustente incondicionalmente nossa vontade. Ao invés de querer ser isto ou aquilo, mas imaginando-se sendo outra coisa, nosso pensamento passa a ser nosso melhor amigo e nosso mais precioso aliado: queremos ser isto ou aquilo, e nos transformamos na visão que temos de nós. Agindo sobre nossa imaginação, que podemos chamar de subconsciente, mudando nossas crenças e nossas expectativas, modificamos tudo: nossas emoções e nossas escolhas, que se alinham sobre nossas novas crenças. Em outras palavras, basta crer-se feliz para sê-lo realmente. Teoricamente, basta, portanto, repetir por bastante tempo “todos os dias, sob todos os pontos de vista, estou cada vez melhor” para apreciar a vida plenamente.


E isso realmente funciona para muita gente. O método Coué deu origem a diversas variantes, nos Estados Unidos. Milhares de frases diferentes estão disponíveis, em todos os domínios: amor, saúde, prosperidade, etc. Ao atravessar o Atlântico e se diversificando assim, o método Coué mudou de nome, passando a ser conhecido como o “método das afirmações”. Mas continua utilizando o mesmo princípio descoberto por Coué. O limite das afirmações é o tempo e os esforços que elas exigem. Algumas pessoas conseguem mudar rapidamente suas crenças enquanto outras demoram um pouco mais, ou não conseguem mudar nada. Sua incredulidade as impede. Apesar de repetirem diariamente a afirmação de Coué, a pequena voz sarcástica do seu inimigo interior replica imediatamente: “E eu acredito em duendes….” A descoberta de Noah Saint.John Felizmente para nós, num belo dia em 1991, Noah Saint John, um estudante de teologia, teve uma epifania: ele compreendeu de repente porque as afirmações que ele havia colado pelas paredes do quarto, e repetido com afinco durante os anos, não lhe haviam trazido o sucesso que ele esperava. Elas não tinham conseguido mudar sua maneira de pensar e de viver porque eram respostas – e teria sido necessário que fossem perguntas! Uma fulgurante tomada de consciência. Noah Saint John imediatamente substitui todas as frases por perguntas, que ele batiza de “aformações”. E foi assim que “Todos os dias, sob todos os pontos de vista, estou cada vez melhor.” Se transformou em “Por que é que todos os dias, sob todos os pontos de vista, estou cada vez melhor?”. Utilizando as “aformações”, cuja existência e poder ele acabava de descobrir, Noah Saint John conseguiu, pouco a pouco, realizar todos os seus sonhos e se transformou num influente guru do desenvolvimento pessoal. A eficácia das aformações O método das “aformações” funciona extraordinariamente bem. É mil vezes mais rápido e eficaz que aquele das afirmações. “As aformações são simples, poderosas e divertidas. Os resultados chegam rápida e facilmente. É o que eu esperava, mas não pude conseguir utilizando o método tradicional das afirmações. Com as “aformações”, basta simplesmente explorar todas as possibilidades abertas pelas perguntas, e deixar o subconsciente fazer o resto. É o meio mais rápido e mais fácil que conheço para mudar seu pensamento, seus sentimentos, suas crenças e seu comportamento.” Por que as “aformações” são tão mais eficazes que as afirmações? Porque as perguntas, aquelas que fazemos a nós mesmos na intimidade de nossa consciência, moldam nossas vidas, tenhamos ou não consciência disto. O extraordinário poder das perguntas O que chamamos de nosso “monólogo interior” é, na verdade, um “diálogo interior” feito de perguntas e respostas.

Veja alguns exemplos: – o que devo fazer primeiro? – as compras. – onde será que coloquei as chaves? – Ah sim, deixei-as no bolso da calça. Questionamo-nos sem cessar: as perguntas são a matéria prima de nossos pensamentos. Refletir nada mais é do que fazer perguntas a si mesmo e responde-las. E como o que pensamos determina o que sentimos e o que escolhemos (ou seja, nossa vida), o grão germinal do nosso futuro repousa nas perguntas que nos fazemos hoje. Em seu best seller “As dez principais diferenças entre os milionários e a classe média” (Ed. Sextante), Keith Cameron Smith, empresário e conferencista, joga luz sobre este extraordinário poder das perguntas: “As perguntas detém as respostas que necessitamos para sermos bem sucedidos. Os milionários se fazem perguntas que lhes trazem poder. As perguntas que você faz determinam os resultados que você obtém na vida. Se você está com a impressão de que não vive de acordo com seu potencial, uma das razões é que provavelmente as perguntas que você faz o privam do seu poder. Tão simples quanto possa parecer, é a mais pura verdade. As perguntas dos milionários os fazem ricos. As perguntas de pessoas da classe média os mantém na mediocridade.” Mas esta opinião não é só de Keith Cameron Smith. Anthony Robbins, coach mundialmente conhecido e autor do clássico “Desperte o gigante interior”, também reconhece o papel crucial das perguntas nos nossos destinos: “ Para melhorar a qualidade de nossa vida devemos modificar nossas perguntas habituais”. São as perguntas que fazemos a nós mesmos o fator mais determinante da maneira como nossa existência se desenrolará e os resultados mais ou menos satisfatórios que obtemos como contrapartida dos nossos esforços. As que fazemos mais frequentemente determinam a maneira como nos sentimos assim como tudo o que alcançamos.

.

Baixar PDF

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixar Livros Grátis em PDF | Free Books PDF | PDF Kitap İndir | Telecharger Livre Gratuit PDF | PDF Kostenlose eBooks | Descargar Libros Gratis |